Home > News > Angola: Two Brothers die in car accident in Angola



Wherever you go

Rule of Life of the Marist Brothers


 



NewsChoose

  • News
  • 2019 | 2018 | 2017 | 2016 | 2015 | 2014 | 2013 | 2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2008 | 2007 | 2006 | 2005 | 2004
  • Most popular | Statistics
  • Calendar
  • The latest news

 


Social networking

Marist Brothers

RSS YouTube FaceBook Twitter

 

 


Calls of the XXII General Chapter



FMSI


Archive of updates

 

Marist Calendar

24 November

Saint Andrew Dung-Lac and companions

Marist Calendar - November

Passed away an hour after being taken to hospital

 

Archive

Two Brothers die in car accident in Angola

12/10/2015: Angola

Brothers Belmiro Schmidt and Tomás Sawayenga passed away in the afternoon of Saturday, Oct. 10, after a car accident on the road between Kuito-Bié and Ndalatando in Angola.

They were taken to hospital, but died an hour later. 

Br Belmiro, aged 76, belonged to the Rio Grande do Sul province and had been a missionary for several years in the province of Southern Africa. 

Br Tomás, aged 40, was superior of the Kuito-Bié community, director of a Marist school and provincial councillor of Angola. 

The news of their death, sent by the secretary of the province, is available in English  (Br Belmiro | Br Tomás).

Below is the text of the provincial of Rio Grande do Sul, Br Inácio Nestor Etges, in Portuguese.

_______________________

Partilho com os senhores esta triste notícia e lhes peço caridosas preces pelos irmãos falecidos, o Setor de Angola, os formandos de Angola e Irmãos da Província África Austral. 

Logo depois do seu telefonema, Ir. Claudiano, fui procurar os irmãos da África Austral,  provincial atual e o provincial anterior, JoeWalton e Lawrence, respectivamente.   Os dois ainda não tinham recebido informações até aquele momento. Quando avisei o Ir. Joe, provincial atual, ele caiu em prantos e extremamente emocionado.  Não conseguia falar.  Como já era bem próximo da eucaristia da tarde o Ir. Ramalho pediu-me para comunicar a todos os participantes do Colloquium o que se sabia até então.   Todos os Irmãos participantes ficaram muito chocados com o fato.  Alguns soluçavam alto, sobretudo os da África que conheciam bem o Ir. Tomás.  A missa foi celebrada nas intenções deles e das províncias PMRS e Província Austral, como também pelos familiares dos Irmãos, formandos de Kuito e Irmãos de Angola. 

Após a eucaristia, o Conselho Geral, que está por completo aqui presente, fez uma pequena reunião para tratar do caso. A festa cultural prevista para hoje à noite, foi de imediato suspensa.  O Ir. Joe McKee conseguiu contato telefônico com o Ir. Jesus Sanchez que está na comunidade de Luanda.  E dele que obtivemos a notícia inicial de que um dos pneus dianteiros do carro em que viajavam estourou, e foi perdido o controle do carro que saiu da pista e começou a rolar como se fosse uma bola.  Um senhor que passava por ali, socorreu os Irmãos e os levou ao hospital.  Ainda estavam vivos, mas não suportaram os ferimentos e acabaram falecendo.  Os Irmãos de Kuito e de Ndalatando,  foram ao local e estão  prestando todas as atenções que o caso requer.  De concreto são estas as poucas notícias do ocorrido nesta tarde que temos.   Entre Kuito e Ndalantando é uma boa distância e tem trechos de estrada bem acidentados. Fiz duas vezes este trajeto com o Ir. Belmiro em anos passados.  Não se sabe ainda exatamente o local em que ocorreu e nem outros detalhes.  Assim que tiver lhes passo.

Quanto aos funerais e sepultamento do Ir. Belmiro:  ele falou duas vezes comigo sobre o assunto.  Parece que estava adivinhando que algo poderia lhe acontecer algum dia.  Na primeira vez, até foi meio na brincadeira e tinha mais alguém comigo que não lembro quem foi. Mas na segunda vez, foi durante um retiro de final de ano em Veranópolis, quando veio falar comigo e partilhar sua vida, sua experiência espiritual e missionária longamente.  Foi quando me disse mais ou menos de modo literal:  quero que meus ossos sejam enterrados em Angola.  Naquele momento, para mim tinha o significado de que amava muito a missão que desempenhava em Angola.  Isto era visível, pois seus olhos brilhavam quando falava disto.  Falou com tanta convicção de sua opção pelas missões que a ele não importava muito o estado de saúde que à época, já  tinha alguns sinais de fragilidade.  Eis um exemplo de alguém que amou e dedicou a vida pela gente de Angola.  Não mediu esforços.  Não levou em conta sua saúde já frágil.  Mesmo querendo dissuadi-lo da ideia, era inútil argumentar qualquer coisa.  Dizia:  "eles precisam de minha presença".  Fica o legado de um irmão que viveu sua consagração de modo integral.  Abandonou sua vida nas mão do Criador em favor do menos favorecidos. Viveu de forma alegre, entusiasta apaixonante.  Viveu  com "paixão por Deus" e "compaixão pelos outros. É a figura do encontro da samaritana com Jesus (jo 4) e do samaritano que ajuda e tem compaixão do caído à beira da estrada. 

E agora, gente,  quem cuidará dos trinta meninos (formandos) de Kuito, que estavam aos cuidados do Ir. Belmiro?  É a pergunta que de imediato surgiu na conversa com o conselho Geral.  Não temos resposta! 

 Maria, nossa Fiel Cuidadora, entre em campo, por favor, e nos mostre o caminho!!  Tu sabes melhor do que nós do que mais precisamos!  

Conversamos o Ir. Joe Walton (provincial da África Austral) e eu com os conselheiros gerais sobre a possibilidade de alguém de nós ou eles (do conselho geral) viajarem para Angola.  Fizeram alguns contatos e nos disseram que não há tempo hábil para obter o visto de entrada para Angola, como já sabíamos, é muito complicado e demorado.  Assim, o Ir. Joe e eu, delegamos o Ir. Vice-Provincial de África Austral, para viajar imediatamente para Angola, pois ele não tem problema de visto de entrada naquele país e acompanhar todos os trâmites, providenciar os funerais e nos representar nesta celebração. 

Irmãos vamos nos unir em prece!  O que Deus está querendo nos dizer com este fato?   Esta e outras perguntas não querem calar nestes últimos dias! 

Abraço fraterno e confiemos em nossa Boa Mãe e nossa fiel Cuidadora.  Ela dará um jeito!

____________________
Ir. Inácio Nestor Etges - Provincial do Rio Grande do Sul

3896 visits